serviçoslivroscontato
Webmail login senha
A OBRA DE AZIZ NACIB AB'SÁBER

MANUAL DO TRADUTOR DINÂMICO | CARLOS KNAPP

Alberto Dines - na orelha do livro - com sua costumeira verve, brinca que, nos filmes americanos, os personagens sempre sabem exatamente quanto têm no bolso - "dois" dólares - como sabem também quanto tempo vai levar uma jogatina - precisamente "duas" horas. Mary Tyler Moore, no seu delicioso seriado, passa serviço a um misterioso "garoto das dálias". No filme Testemunha da Acusação, o velho advogado Charles Laughton garante que ainda é "bacharel". E num outro filme há pessoas que marcam encontro na "Esquina dos Altos Falantes", de Londres. Continuando com Dines, essas são só algumas das tantas "traduções" que você paga para ler e ouvir no Brasil. Carlos H. Knapp compilou-as durante anos e, para satirizá-las, inventou dezenas de outras, usando os mesmos falsos cognatos e a mesma ignorância de línguas que geram, por exemplo, os casos de actually = atualmente; breton = britânico; casualty = casualidade; good time = tempo bom; mala leche = leite azedo; newsagent = agente de novidades; parent = parente; Petit Robert = Robertinho



comprar

comprar
MANUAL DO TRADUTOR DINÂMICO
copyright 2008 @ editora beca                                            desenvolvimento degrau publicidade e internet